O Aproveitamento hidroagrícola

O aproveitamento gerido pela Associação dOS Beneficiários da Cova da Beira é o aproveitamento hidroagrícola da Cova da Beira.

Caracterização

O aproveitamento hidroagrícola da Cova da Beira destina-se a beneficiar uma área de cerca de 12360 ha através da rega em pressão. É de fins múltiplos uma vez que se destina a rega, assegura o fornecimento de água para o serviço de abastecimento público, tendo ainda uma componente de produção de energia eléctrica.

O sistema de captação e armazenamento é constituído pelas albufeiras do Sabugal e da Meimoa, sendo o caudal transferido entre elas através do Circuito Hidráulico Sabugal – Meimoa. A principal infra-estrutura de transporte de caudal tem início na barragem de Meimoa e consiste no canal condutor geral (CCG), com um comprimento de cerca de 57 km o qual constitui a rede primária de rega do aproveitamento hidroagrícola.

Associado ao CCG encontra-se diversas estruturas de compensação dos volumes transportados, constituídos por reservatórios semi-escondidos, barragens de aterro e um canal reservatório (canal de Meimoa).

A partir das tomadas directas no CCG, ou associadas a estruturas de compensação (reservatórios ou barragens), desenvolve-se as redes secundárias de rega que distribuem a água aos prédios beneficiados, integrados nos diferentes blocos de rega.

Bloco de rega da Meimoa:                          3400 ha beneficiados
Bloco de rega de Belmonte e Caria:          3177 ha beneficiados
Bloco de rega do Sabugal:                           121,5 ha beneficiados
Bloco de rega da Covilhã:                          1643 ha beneficiados
Bloco de rega do Fundão:                          2021 ha beneficiados
Bloco de rega da Fatela:                            1133,5 ha beneficiados
Bloco de rega da Capinha:                           864 ha beneficiados

ABCB – ASSOCIAÇÃO DOS BENEFICIÁRIOS DA COVA DA BEIRA
Rua Haapsalu – Apartado 438 Fundão 6234-909 Fundão
Telf. 275 774 536 | Email: abcbeira@gmail.com